PRÁTICA DE CONJUNTO DE MÚSICA POPULAR BRASILEIRA

Esta ação de extensão tem como proposta levar aos alunos e à comunidade local de Barretos uma vivência musical que privilegia instrumentos e gêneros musicais locais da música popular brasileira. Sua relevância acadêmica e social está dividida em duas frentes: os benefícios cognitivos do fazer musical e o resgate da cultura local. A música trabalha aspectos cognitivos e motores que podem ser benéficos em outras áreas e campos, além de trabalhar expressão, criatividade e memória. Ao mesmo tempo, o tema escolhido valoriza gêneros musicais da cultura brasileira, como o samba, forró, baião, o choro e seus sub-gêneros (valsa, maxixe, polca, etc.), permitindo aos alunos que entrem em contato com a extensa cultura musical brasileira e propagando-a por meio de apresentações musicais. O presente projeto também visa integrar toda a comunidade local com a comunidade acadêmica. Pretende-se ocupar o espaço físico do IFSP de forma que integrem as comunidades interna e externa por meio de atividades musicais, mais especificamente de gêneros de música popular brasileira (MPB). A ação de extensão proposta se destina a pessoas que toquem instrumentos tanto harmônicos, melódicos e percussivos ou que cantem. Além do conhecerem o repertório, aprenderão conceitos de teoria (leitura de cifras e partitura), percepção e prática musical.

EMPRESA JR IFSP BARRETOS

O objetivo deste projeto é contribuir com o desenvolvimento econômico e social da região de Barretos por meio da difusão das melhores práticas de gestão nos setores de turismo, agronegócios e tecnologia. Além disso, é esperado incubar o desenvolvimento de pequenas empresas com base tecnológica (startups). A metodologia utilizada para que se alcance este objetivo é através da consultoria de empresa júnior universitária. Sob orientação de docentes com experiência teórica e prática de gestão, os discentes diagnosticam oportunidades, desenvolvem novos produtos e/ou serviços - inovadores ou não - e propõem as melhores alternativas de gestão ao público-alvo, ou seja, micro, pequenos empreendedores. Ao final do projeto, haverá pesquisa de satisfação e indicadores que relatem o desempenho das atividades propostas.

COMUNIDADE INCLUSIVA

O Comunidade inclusiva é um projeto de inclusão digital que oferece acesso público e gratuito às novas tecnologias da informação e comunicação (TIC’s) para usos diversos, conforme necessidade da comunidade, além de funcionar como espaço de integração, cultura e lazer, contribuindo para o desenvolvimento social, cultural, intelectual e econômico dos cidadãos. O projeto visa auxiliar principalmente a oferta de atendimento a demanda externa ao campus, situado no entorno da região onde o mesmo está inserido.

NUCLEO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE DA EMPRESA JÚNIOR

O presente projeto visa desenvolver um núcleo de desenvolvimento de software dentro da empresa júnior do campus Barretos a fim de desenvolver soluções de software para o campus além de efetuar suporte e manutenção nos sistemas já desenvolvidos no âmbito do campus.
Uma vez inserido no ambiente do núcleo de desenvolvimento de software, o graduando da área de informática terá oportunidade de se inserir no contexto de uma empresa de desenvolvimento de software, conhecendo suas características e tarefas cotidianas, sendo possível adquirir experiência para abrir sua própria empresa de desenvolvimento de software após a conclusão do curso de graduação.

ASTRONOMIA NA FORMAÇÃO DOCENTE

Inúmeros trabalhos têm relatado que um dos grandes problemas do ensino de astronomia na educação básica é justamente a formação dos professores que trazem consigo para a sala de aula inúmeras deficiências em sua formação, carregando alguns conceitos alternativos equivocados que não foram superadas em sua graduação. Aliás, alguns trabalhos relatam inclusive que a maior parte dos professores do ensino fundamental sequer tiveram acesso a esses conhecimentos em sua formação inicial. Dessa forma, nosso objetivo nesse projeto é: (I) proporcionar aos professores uma revisão dos conteúdos de astronomia trabalhados na educação básica, (II) refletir com eles sobre os principais conceitos alternativos presentes entre aluno ou mesmo em livros didáticos e (III) por fim, elaborar materiais a práticas visando a melhoria do ensino de astronomia na educação básica.

GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS NO IFSP: FERRAMENTAS PARA UMA EDUCAÇÃO AMBIENTAL

Nos últimos 2 anos, os avanços alcançados com a gestão de resíduos sólidos do câmpus Barretos foram muitos: identificação e quantificação dos resíduos produzidos, encontros educativos com docentes, discentes, técnicos-administrativos e funcionários terceirizados, implantação da separação e da coleta seletiva de resíduos, parceria com a secretaria municipal de meio ambiente, etc. Nesta busca por uma instituição de ensino que fosse sustentável, a equipe do projeto enfrentou o grande desafio da transformação de hábitos das pessoas e da transformação de uma lógica consumista e descartável tradicional nas instituições. Uma linha de extensão permanente na área de resíduos sólidos mostrou-se extremamente importante para o contexto educacional do IFSP; além de ser um potencial objeto de pesquisa no desenvolvimento de novas tecnologias, contribui de maneira integrada para a função transformadora que instituições escolares exercem na sociedade e que necessita de um processo contínuo de reeducação em relação à questão do consumo e do lixo. O objetivo deste novo projeto é a expansão e o fortalecimento das medidas conquistadas nos projetos anteriores e a inclusão da comunidade externa próxima ao IFSP nas atividades relativas à problemática do lixo.

MONITORIA DE EVENTOS

Espera-se que o monitor de eventos, esteja cursando o curso Técnico em Eventos, ter boa frequência e bom aproveitamento das disciplinas
O monitor estará envolvido diretamente com todos os eventos que sejam realizados no Campus Barretos, bem como, com o cuidado dos materiais e equipamentos de utilização interna. Desta forma, o monitor de eventos é o profissional que auxilia na elaboração de projetos, na reserva de materiais e salas, na supervisão do auditório, na organização da agenda de eventos do campus, na confecção dos certificados de participação e no cuidado com o uso de materiais e equipamentos como controles do ar condicionado, microfones, caixas amplificadoras, toalhas de mesa e outros materiais pertinentes aos eventos.
O aluno bolsista está o tempo todo sob a supervisão de um professor, porém, ele tem a liberdade de atuar com autonomia, de acordo com as situações encontradas. O bolsista deve estar ambientado com a organização de eventos e ter iniciativa para as diferentes arrumações dos eventos acadêmicos além é claro de ter disponibilidade para atender alunos, professores e funcionários do IF no que se refere à eventos.

CIÊNCIA E TECNOLOGIA NA PRAÇA

Neste projeto pretende-se criar exposições científicas e tecnológicas em espaços públicos de Barretos mensalmente, despertando o interesse e a curiosidade da comunidade do município por Ciências. Os experimentos a serem expostos serão desenvolvidos por estudantes do Ensino Médio do IFSP-Barretos, sob a co-orientação de estudantes do curso de Licenciatura em Ciências Biológicas. Com isso, objetiva-se capacitar os primeiros a desenvolver projetos científicos e os últimos a atuar na orientação de estudantes, contribuindo para sua formação docente. Ambos os grupos de estudantes trabalharão a interdisciplinaridade e a contextualização da ciência em seus experimentos.

RÁDIO ACADÊMICA

A Rádio Acadêmica é uma emissora digital, voltada à difusão de uma programação com enfoque cultural e educacional. Assim, além do foco educativo e informativo, a emissora veiculará uma programação musical eclética, voltada ao mesmo tempo ao resgate da boa música brasileira e internacional como também abrindo espaço para a produção artística de novos interpretes, músicos e bandas. Dessa maneira, o principal objetivo deste projeto é difundir informação, conhecimento e cultura aos ouvintes, consolidando ainda mais o nome do Instituto Federal de São Paulo como uma instituição voltada ao engrandecimento social das comunidades e regiões que abrigam os seus Câmpus, assim como do Brasil de uma forma geral. A elaboração das pautas, a produção dos programas, a seleção musical e toda o trabalho de criação e desenvolvimento do site e do aplicativo são realizações de alunos e professores do Campus Barretos.
Servidores e alunos de outros Câmpus do IFSP poderão ser convidados a participar do projeto, seja como produtores, conteudistas, locutores ou outras atividades que se fizerem necessárias e oportunas

EDUCAÇÃO PARA A SUSTENTABILIDADE RURAL

O projeto de “Educação para a sustentabilidade rural” visa promover an educação ambiental e a conscientização de sustentabilidade rural. A construção de espaço lúdico com maquetes de fazendas aplicando conceitos de sustentabilidade rural numa área de 900 m2, no parque do peão de Barretos. O desenvolvimento do trabalho desde sua formação, a construção de maquetes, de áreas de APPS, a proteção de nascentes, a mini usina hidrelétrica e an interface com o meio urbano, todo o processo contribui para motivar nossos discentes quanto à sustentabilidade rural. Nossos alunos, professores e administrativos terão contato direto com o grande público de Barretos e região realizando educação ambiental permanente. A realização da educação ambiental, usada como um processo eficaz para mudar gerações e meio mais seguro de promover desenvolvimento sustentável feita através de visitas monitoradas e conduzidas por docentes e discentes do IFSP Barretos usando a maquete como forma de possibilitar a visão generalizada de processo de produção rural, da interdependência do campo com o meio urbano, da responsabilidade ambiental, ensino e uso de processo e materiais ecologicamente correto e técnicas de produção de alimentos economicamente viável. A visão geral da diversidade de plantios e cultivos de plantas, a orientação de técnicas agrícolas ecologicamente corretas e conscientização de necessidade de proteção de APPs e nascentes serão trabalhadas durante o passeio do percurso que permeia as maquetes através da orientação de alunos e professores do IFSP Barretos para todo o público durante oito meses, diariamente, com as visitas programadas e dirigidas.

SOFTWARE HOUSE DA EMPRESA JUNIOR

O presente projeto visa desenvolver uma software house dentro da empresa júnior do campus a fim de que seja possível acolher os alunos que desejam aperfeiçoar seus conhecimentos relacionados a engenharia de software e programação. Além disso, o público alvo do projeto é a comunidade externa, empresas, repartições públicas, que necessitam de software e não tem condições de pagar por uma solução personalizada.

 

Pesquisar

0

Destaque

Sistemas Acadêmicos

logotipo new

suap

brt extensao

moodle-logo

Links

radio-academica

 

videos2

 

msimagine

 

periodicos

 

mec

estatuinte

 

sigaadm